Entrada

Reunião Ordinária do Comité Director
Imprimir Email

Douala-CAMARÕES, 07 a 09 de Fevereiro de 2017

Realizou-se a sessão ordinária do Comité Director da União dos Conselhos de Carregadores Africanos (UCCA), de 07 a 09 de Fevereiro de 2017 em Douala, República dos Camarões, presidida pelo Presidente da UCCA, Director Geral do Ghana Shippers Authority (GSA), Doutor. Kofi Mbiah com a presença de 15 dos 19 Conselhos de Carregadores membros, nomeadamente: Angola (CNCA),

Benin (CNCB), Burkina Faso (CBC), Camarões (CNCC), Congo (CCC), Gabão (SGC), Ghana (GSA), Níger (CNUT), Nigéria (NSC), República Centro Africana (CCAC); Cote d´Ivoire (OIC), República Democrática do Congo (OGEFREM), Senegal (CO.SE.C), Tchade (COC-Tchad) e Togo (CNCT). Além do Presidium composto pelo Presidente, Vice-Presidente, Secretário-Geral, Tesoureiro Estatutário e Relator participaram, as delegações acima mencionadas incluindo a delegação do CNCA chefiada pelo Director Geral, Doutor Manuel António PAULO e integrada pelo Sr. Rogério Zandandu MATONDO da Área do Intercâmbio Internacional da referida Instituição.

Shippers Authority (GSA).

A cerimónia de abertura foi realizada no dia 7 de Fevereiro de 2017 no hotel SAWA em Douala, sob a presidência do Governador da região do Litoral, Sua Excelência Sr. Samuel Dieudonné IVAHA DIBOUA, precedida pelas palavras de boas vindas proferidas pelo Delegado do Governo ao Conselho comunitário da cidade de Douala, Sr. Fritz NTONE, seguida da intervenção do Sr. Auguste Mbappé PENDA, Director Geral do Conselho Nacional de Carregadores dos Camarões (CNCC) e o discurso do Doutor. Kofi MBIAH, Presidente da UCCA, Director Geral do Ghana Shippers Authority (GSA).

 

Notícias

Cabinda e Zaire com novos chefes dos serviços provincial

Francisco Gomes Tchimbavo é o novo chefe dos serviços provincial do Conselho Nacional de Carregadores em Cabinda, em substituição de António Assunção da Conceição Luís, depois de ter desempenhado a mesma função no município do Soyo, no Zaire.

 

Os participantes no conselho consultivo do Ministério dos Transportes, realizado na cidade do Lobito, em Benguela, concluíram existirem estruturas de custo muito pesados e excedentes de mão-de-obra na maioria das empresas.

  

Com efeito, defendem investimentos fundamentais e imprescindíveis, com prioridade para a rede estabilizada informática (ERPS), gestão de sistema integrado, formação, transporte e infra-estrutura.