Conselho Nacional de Caregadores | Home

Indústria marítima depende da eficácia do transporte
Imprimir Email

Luanda - O crescimento da indústria marítima em Angola dependerá da eficácia do transporte de cargas em grande escala, declarou em Luanda, o presidente da Associação Angolana dos Oficiais da Marinha Mercante, Simão Funda.

Segundo o responsável, a eficácia dos transportes contribuirá igualmente para o crescimento económico e o desenvolvimento sustentável do País.

Ao falar na abertura do seminário em alusão ao dia do marinheiro, que hoje se assinala, referiu que o sector do transporte marítimo, por ser o único meio que interliga todos os locais do mundo, garante a subsistência de biliões de pessoas e catapulta as economias.

Segundo o oficial, existem no mercado angolano 250 navios da marinha mercante a operar, representando uma capacidade de empregabilidade acima de cinco mil marítimos e deste universo apenas 800 são angolanos.

“Isso em outras palavras quer dizer que temos um défice acima de quatrocentos marítimos, para suprir a demanda actual das empresas do ramo de embarcações a operar nos nossos mares”, disse.

Segundo dados da Câmara Internacional dos Transportes Marítimos (ICS), a população mundial de marítimos, que serve em navios mercantes de comércio internacional está estimada em mil milhões, seiscentos e quarenta mil e quinhentos marítimos.

Simão Funda informou que  as mulheres representam dois por cento do universo de marinheiros do mundo, enquanto em Angola há um avanço sobre a estatística de mulheres no sector, com oito por cento de participação.

O seminário decorreu sob lema “Eu estou a bordo com a igualdade do género”, no quadro das celebrações do dia mundial do Marinheiro, que se assinala hoje.

A data foi estabelecida há sete anos, de modo a  reconhecer a contribuição dos profissionais da marinha para o comércio internacional e economia mundial.

Fonte:Angop

Notícias

ANGOLA PARTICIPA NA, 1ª Edição da Exposição Económica e Comércio Angola-China, Realizada de 27 a 29 de Junho do ano em curso na CHINA.

À convite do Governo Chinês, Angola esteve presente na 1ª edição da Exposição Económica e Comércio China - Angola que decorreu de 27 a 29 de Junho do ano em curso, com uma Delegação Multissectorial, chefiada pelo Ministro do Comércio Dr. Jofre Van-Dunem, na Cidade Chinesa de Changsha, cujo foco principal foi o aperfeiçoamento das relações comerciais, bem como a captação de investidores com a perspectiva da diversificação económica, em curso no nosso País.

Realizou-se em Kinshasa, República Democrática do Congo de 13 - 15 de Junho de 2019, no Hotel Kempinski Hotel Fleuve Congo, a Sessão Ordinária do Comité Director da UCCA presidida pelo Senhor Ervé Sébastien ILBOUDO, Presidente em exercício da União dos Conselhos de Carregadores Africanos (UCCA)