No passado dia 7 de Novembro, foi reportado, durante a realização da Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), que os fretes executados por via marítima aumentaram apenas 2,1% em 2015 face ao ano anterior, um dado que espelha o crescimento mais lento desde 2009. De acordo com os dados veiculados pelo UNCTAD, o comércio global está estagnado e o futuro do sector é «incerto».

O presidente do Banco Europeu de Investimento (BEI), Ambroise Fayolle, assinou com Frederic Surdon, director da empresa financeira Société Générale, um acordo-quadro de garantia no valor de 150 milhões de euros para apoiar projectos de construção naval que promovam o transporte sustentável e a protecção do meio ambiente. Este acordo enquadra-se no Plano Juncker, tratando-se da primeira aplicação do mecanismo de europeu de garantia para a transformação ecológica do transporte marítimo.

É tempo, na Câmara Municipal de Sines, de auscultar as propostas de comunicação para o colóquio «Sines, o Porto e o Mar. História e Património», que se realiza entre 7 e 9 de Setembro de 2017. O evento, apoiado pela APS, terá a presença de ilustres investigadores portugueses e internacionais, que se reunirão para dissertar sobre o papel do Porto de Sines na história nacional e no contexto do comércio intercontinental.

O porto de Roterdão registou uma quebra homóloga de 1,9% na movimentação de mercadorias entre os meses de janeiro e setembro deste ano. Porém, há optimismo no maior porto europeu, acreditando o seu CEO que o ano pode terminar acima do recorde de 466 milhões de toneladas, alcançado em 2015.

Os membros da União dos Conselhos de Carregadores de África (UCCA) vão estar reunidos na quinta-feira, 6 de Outubro de 2016, na cidade de Abuja, na República Federativa da Nigéria, numa sessão extraordinária do Comité Director da organização para, entre outros assuntos, analisarem as questões relacionadas com a implementação do Plano Estratégico 2015-2020.