A lista dos principais operadores marítimos durante o I trimestre de 2015, por unidades de carga transportada (TEUs), é liderada pela NILEDUTCH com 25,07 %, o que representa 29.080 unidades, á frente da Maersk Line que foi responsável por 20.122 unidades, equivalente a 17,35% do total. A DELMAS, representou 15,59%. As posições a seguir são ocupadas pela MSC e a Safmarine. No total, entraram no país 116.005,75 unidades.

Fonte: Boletim Estatístico I trimestre 2015

A companhia espanhola Kaleido Ideas&Logistics vai investir nos próximos doze meses 1,2 milhões de dólares numa base logística no sul de país, depois de um acordo assinado recentemente com a Agência Nacional de Investimentos Privados angolana (AMIP).

Notícias prósperas para a Hyundai Heavy Industries (HHI): a transportadora de referência CMA CGM requisitou a construção de seis navios porta-contentores de 14.000 TEU's ao conglomerado sul-coreano, a serem entregues, no limite, até meandros de 2017.

O World Shipping Council (WSC), organização formada por armadores, considera que o congestionamento de muitos portos a nível mundial não advém tanto do aumento significativo do tamanho dos navios porta-contentores. Opta por destacar, como principal factor, as novas alianças entre as companhias, área na qual considera haver muito trabalho de agilização a fazer.

O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, considerou, em Luanda, que o desenvolvimento das novas tecnologias vai permitir a revitalização do sector industrial nacional.