SIGA - Sistema de Informação, Gestão e Análise
Imprimir Email

A tecnologia Web foi criada como forma de divulgar o conhecimento científico, mas tem sido utilizada também como mecanismo de acesso a vários tipos de sistemas de informação empresariais assim como de comunicação entre eles, gerando diversas oportunidades de negócios para as organizações.

SIGA, versão 2.0 - Sistema de Informação de Gestão e Analise

É uma aplicação informática que foi desenvolvida usando as tecnologias mais recentes no campo Web para criar uma experiência de utilização o mais intuitiva e agradável possível. Este sistema de informação é composto por uma interface, friendly que por detrás existe a robustez e versatilidade de linguagens de programação e sistemas de gestão de base de dados (SGBD).

Este sistema está em funcionamento desde 2005, no ano de 2009 foi criada uma nova versão do mesmo que disponibiliza funcionalidades para utilizadores dentro do CNC e seus agentes, distribuídos por diversos países. Desde então, tem permitido que o trabalho de emissão de certificados de embarque seja realizado de forma padronizada e que o controlo dos certificados de embarque e do respectivo retorno financeiro, resultante da cobrança das taxas associadas ao modo de transporte das cargas de e para Angola, seja feito em tempo real.

Até 31 de Dezembro 2009 já haviam sido emitidos neste sistema 413.279 certificados de embarque.

Neste ano de 2012 no primeiro semestre já foram emitidos um total de 76.078 certificados que comparado ao ano transacto que havia emitido um total de 107.455 certificados.

Os dados armazenados neste sistema servem de suporte a elaboração de informações estatísticas, que têm sido publicadas, pelo CNC, na forma de boletins estatísticos, com periodicidade trimestral. Tem sido possível também extrair outras informações relativas às mercadorias que entram em Angola, para suporte à tomada de decisão/acção de vários organismos do estado angolano (INADEC, Ministério do Comércio e outros).

Com a entrada em funcionamento deste sistema o CNC, em particular, e o estado angolano, em geral, passou a dispor de uma ferramenta de controlo e geração de informação detalhada de toda mercadoria que entra e sai do país, bem como informações relativas a todos intervenientes na transportação marítima de e para Angola.